quinta-feira, 14 de maio de 2009

:X

Ele e ela, o tudo e o nada, o sol e a lua, o fogo e a água.

Abafado para toda a vida. Ninguém sabe o segredo, o juramento que ele fez pelo sentimento que tivera ingenuamente. De momento respira-se o vazio, nada resta. Mas sempre será as sete chaves fechadas das suas vidas. Ninguém compreendeu, ninguém soube, ninguém saberá, ninguém compreenderá, alguém sabe. Só essa, a dona da fechadura, ele tem as chaves. Dois donos em que os olhares fogem compulsivamente para um nunca mais, com a cobardia culpada do esquecimento e para sempre com ele vai o segredo. 


...episódios secretos.


ps: não deixem de ver os post abaixo.

5 comentários:

baby piggy disse...

Não se deve sofrer silenciosamente. *

Inês disse...

Creio não estar a confundir assim tanto os dois conceitos.
Deixei de lutar há muito tempo. Estou aqui apenas porque estou. Porque não tenho coragem para deixar de estar.
Soa dramatico, mas enfim.

Inês disse...

Não tem mal.

Isto com tempo, vai lá..

Inês disse...

Obrigada :)

AnaLuísa disse...

gostei deste ed!