quinta-feira, 26 de março de 2009

Estranhos dias...


Let me think...

Uns dias atrás,
Estava fazendo o gesto
Sublime que tantos fazemos,
Seguro de mim, sem medo
...
Sinto-me falhado
Inútil, comum ao homem
Aquele desespero, provocando um silêncio mudo
Que me faz querer o ópio do sofrimento
Esta nuvem que não sai de mim.

Vagueio sem rumo,
Com aquela melancolia de que me estranho
Ainda tenho nos olhos aquele negro que a noite me deixou
Sem sentido escrevo, olho para o real, lá fora
A noite tal é o meu espírito,
Como o ser são peças desmembráveis
E os instantes mudam-se, contrastando;
Como sou tão reles, escrevendo isto
Com pedaços de nada, que nem se ligam
Sinto-me tão estranho,
Tão acabado, sem forças
Que dias melancólicos estes;
Quantos queriam estar assim e estão vivendo
E quantos queriam viver e estão assim

O destino coloca estas confusões
Agora triste choro
Se o instante seguinte coloca
Numa situação de êxtase sorrindo
Nada disto me faz maior,
Apenas melhor e talvez único.

...thought writing.
Pensem nisso.

4 comentários:

2MateZ disse...

Não era suposto rimar, Eu sei que um poema nao necessita de rimas x'D
Falando a sério, está muito bom, continua páAA
E nunca te esqueças qe o inglês é muito importante =)

(: disse...

Sabes que adoro e adorei!
Transcreve como me sinto, algumas vezes.
Nem todos os dias são solarengos e cheios de luz.
Também existem dias negros.
Mas temos de ir vivendo, uns dias melhores que outros.
<3

Ana Frade disse...

És um espetaculo Ed !!

Gostei, muito ! :D:D

Um grande rebuçado ;) (Gostei dessa !)

Anónimo disse...

Conselho de alguém mais velho, pelo que vi, és forte, mas nessa e com essa força toda, toma cuidado.
Não quero arriscar, mas, essa força poderá faltar-te, apoia-te nos amigos, aqueles que sabes que podes contar, porque não há melhor do que precisar e ter os amigos...

Pensa nisso.

Toma cuidado.

Fica bem.

...